segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Confira quais documentos serão necessários para receber vacina contra a Covid-19

 Lorena Lara, da CNN em São Paulo

11 de janeiro de 2021 às 12:14


Carteira de vacinação registra imunizantes tomados ao longo da vida
Foto: Reprodução/Ministério da Saúde


O objetivo do Ministério da Saúde é iniciar a vacinação contra a Covid-19 no Brasil entre 20 de janeiro e o início de março - no melhor dos cenários, a imunização começa ainda neste mês.

Até lá, cidadãos e cidadãs brasileiros podem, além de manter os cuidados sanitários durante a pandemia, garantir que seus documentos estejam em dia para evitar qualquer surpresa desagradável no dia da vacinação.

Confira abaixo as principais dúvidas sobre o dia da vacinação contra a Covid-19 no Brasil:


Quais documentos serão necessários para vacinar?

A rigor, nenhum brasileiro deixará de receber a vacina, mesmo que não apresente qualquer documento no quando for receber a dose, segundo o plano de vacinação apresentado pelo Ministério da Saúde

No entanto, para que a pasta possa controlar a aplicação das doses em todos os brasileiros e brasileiras, é necessário apresentar ou o número do CPF ou o Cartão Nacional de Saúde (CNS), conhecido como Cartão SUS.

O Cartão SUS é um documento que permite que todo o histórico de um paciente na rede pública de saúde seja unificado.


E quem não tem Cartão SUS?

Para emitir um Cartão SUS, basta ir até a unidade de saúde mais próxima de você ou à secretaria de saúde municipal. É preciso ter mãos RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento e, caso tenha, número PIS/PASEP. Em algumas cidades, também é necessário apresentar comprovante de residência. O cartão fica pronto na hora.


E se eu perdi meu Cartão SUS?

É possível emitir uma segunda via em qualquer unidade de saúde. São necessários os mesmos documentos exigidos para a emissão da primeira via. Também é possível emitir a segunda via através do sistema SUS Online. Basta seguir o seguinte caminho:

1. Acessar o portal ou o aplicativo Conecte SUS;
2. Caso já não tenha conta, crie uma e faça login;
3. O número do seu Cartão SUS será exibido à frente das letras "CNS", sigla para Carteira Nacional de Saúde.

O Cartão Nacional de Saúde (CNS), conhecido como Cartão SUS
Foto: Reprodução/Ministério da Saúde


Como o posto de vacinação vai saber que tomei a mesma vacina na 1ª e na 2ª doses?

Segundo o Plano de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, divulgado pelo Ministério da Saúde, todos os dados de todos os brasileiros e brasileiras vacinados serão inseridos Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

A plataforma vai registrar informações como o local onde cada um foi vacinado, o número de CPF ou do Cartão SUS, a data de nascimento, data da vacinação, nome da vacina e do fabricante, assim como tipo de dose, número de lote e validade do imunizante.


E se eu não conseguir um cartão SUS e não estiver cadastrado em nenhuma base de dados?

Não precisa se preocupar. Segundo o Ministério da Saúde, a ausência do seu nome nas bases de dados não vai te impedir de receber a vacina. Basta comprovar que você pertence ao grupo prioritário correspondente à data da vacinação.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Nova variante do coronavírus chega a São Paulo

O laboratório de diagnósticos Dasa detectou e notificou ao Instituto Adolfo Lutz e à Vigilância Sanitária, nesta quinta-feira (31), os dois primeiros casos da nova variante do Coronavírus em São Paulo. Segundo a empresa, esta é a mesma mutação que foi encontrada no Reino Unido e que preocupa as autoridades de saúde.

De acordo com o G1, o estudo que identificou esta variante do Coronavírus no Brasil começou em meados de dezembro, quando as primeiras informações científicas foram publicadas no Reino Unido.

Não há indicios de que o novo vírus é mais resistente às vacinas que já estão em uso. Foto: Governo do México/Divulgação


A Dasa analisou 400 amostras de RT-PCR de saliva e confirmou a cepa por meio de sequenciamento genético, em parceria com o Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IMT-FMUSP).

Esta nova variante do Coronavírus é 56% mais contagiosa que a atualmente em circulação, e já foi registrada em mais 17 países. No Reino Unido, ela já representa mais de 50% dos novos casos diagnosticados. Não há indícios de que ela seja mais letal, ou mais resistente às vacinas que estão atualmente em uso.

Fonte: G1

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Quanto dinheiro posso transferir pelo Pix? Sou eu quem decide ou o banco?


Quanto dinheiro pode ser transferido pelo Pix? É quanto eu quiser ou são os bancos que definem? Os bancos e os demais participantes do Pix são livres para estabelecer ou não limites de valor para as transferências e pagamentos. Entretanto, o BC (Banco Central) determinou que esses valores não podem ser inferiores a 50% do limite disponibilizado para a TED ou a 100% do limite de compras para o cartão de débito. 

O BC também definiu que os valores transferidos pelo Pix podem variar de acordo com o horário, dia da semana e o canal usado para a operação. Esse limite vale até 28 de fevereiro de 2021. A partir de 1º de março, o limite mínimo para transferências pelo Pix passa a ser o mesmo valor que é permitido para TED ou para compras com cartão de débito. Continuará a partir daí a variação de acordo com o horário da transação, o dia e o canal usado para realizar a operação.

Como saber o seu limite para transferências? Os usuários do Pix podem consultar os valores para transferência por meio dos aplicativos nos celulares, no internet banking, falando com os gerentes e por meio das centrais telefônicas das instituições financeiras dos bancos. O valor desses limites varia de acordo com o cliente e pode ser maior, a partir do seu relacionamento com o banco.

O que dizem os cinco maiores bancos do país Em nota, o Itaú informou que as regras e critérios para as transações via Pix são definidas pelo BC, que estabeleceu parâmetros para os limites a serem oferecidos aos clientes em diversas situações (os limites de 50% e 100% já mencionados), e que segue o que foi determinado pelo BC.

A Caixa informou que o limite para as transações pelo Pix é igual em todos os dias da semana e de R$ 5.000 quando feitas das 6h01 às 22h. Esse valor diminui para R$ 3.500 quando as operações ocorrem das 22h01 à 0h. E entre 00h01 e 6h o limite é reduzido para R$ 1.500. Os usuários do Caixa Tem possuem um limite único para qualquer dia e horário: R$ 1.200.

No Banco do Brasil, o limite de valor é de 50% do estabelecido para TED, entre 6h e 20h de dias úteis. Em dias não úteis e das 20h às 6h, o limite de valor varia conforme o público, variando de R$ 1.000 a R$ 10.000. Já a quantidade de transações é ilimitada das 5h às 23h, todos os dias. Entre 23h e 5h, o limite é de cinco transações.

Em nota, o Bradesco informou que os limites para valores foram definidos conforme os padrões e instrução normativa do BC. O banco ainda declarou que não há limite para quantidade de operações realizadas por meio do Pix. Procurado, o Santander não se manifestou. O Pix é uma nova forma de transferir dinheiro instantaneamente, e é uma alternativa grátis ao DOC e à Ted.

Fonte: UOL Economia

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Dezembro terá só mais 1 data de saque do auxílio em 2020

Para os beneficiários que já receberam o auxílio emergencial, mas ainda estão aguardando o saque, a Caixa Econômica Federal criou um calendário específico para essa liberação. O banco disponibilizará o dinheiro para beneficiários de dois meses de uma só vez, em alguns casos. De acordo com a instituição financeira, a medida visa acelerar o acesso dos brasileiros aprovados ao dinheiro em espécie.

Desde terça-feira (1º), os nascidos em outubro já podem sacar a 6ª e a 7ª parcela do auxílio.

Os nascidos em novembro e dezembro receberam os valores dos Ciclo 3 e 4 disponíveis neste sábado (05).

No dia 19 de dezembro, um sábado, será o último saque que a Caixa vai liberar ainda em 2020, para os nascidos em janeiro e fevereiro. Este pagamento inicia o calendário de saques da 8ª e 9ª parcela, os Ciclos 5 e 6.

Os demais beneficiários só poderão sacar o valor destes Ciclos em janeiro de 2021. Confira o calendário abaixo:



Fonte: Isto É Dinheiro

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

12 INCH - Extended Versions - Vol. 1 (CD Exclusivo)

 

12 INCH - Extended Versions - Vol. 1 (CD Exclusivo)

Seleção de Repertório: Tiago Silva

℗ 2020


01. The Promise (Coliseum Mix) - When In Rome
02. Tarzan Boy (Reprise) - Baltimora
03. Take On Me (Long Version) - A-Ha
04. Big in Japan 88 (Mix Extended) - Alphaville
05. That's What Love Can Do (Club) - Boy Krazy
06. Only In My Dreams (Extended Club Mix # Vocal) - Debbie Gibson
07. Blue Savannah (Der Deutsche Mix I) - Erasure
08. Just An Illusion (Extended Version) - Imagination
11. (I'll Never Be) Maria Magdalena (Extended Version) - Sandra
09. Boys Do Fall In Love (Long Version) - Robbin Gibb
10. Self Control (Extended Version) - Laura Branigan
12. Let's Fall In Love Again (Extended Version TS Produções) - Cynthia Hinds